A chegada de um/a maninho/a

Re: A chegada de um/a maninho/a

Postby sunrise on Sat Mar 21, 2009 3:29 pm

veram wrote:Olá!
Este tema da chegada de um maniho ou de uma maninha é muito complexo e penso que depende muito do feitio do filho mais velho. Eu tenho uma filha com 2anos e 8 meses e um bebé com 3 meses. Nunca tentei chamar a atenção da Clara para a minha gravidez, fui falando quando a barriga se começou a notar que íamos ter um bebé e que ia ser muito giro para ele pois ia poder ajudar-me a mudar as fraldinhas como faz com os bonequitos dela. A verdade é que ela ignorou a minha gravidez toda, nunca sequer teve curiosidade pela minha barriga embora às vezes lhe explicasse que estava um bebé lá dentro e que ela podia o podia sentir com a mãozinha. Levei-a a ver a última eco mas ela não ligou nenhuma. Quando o irmão nasceu foi um choque e a primeira reacção foi agressiva, era impossível tê-la por perto quando dava de mamar ao irmão porque assim o francisco era um alvo fácil e eu pouco podia fazer pois estava ocupada. Para ela, depois do irmão nascer o mais importante é que eu já iria poder brincar de gatinhas e a correr atrás dela. 3 meses depois ainda continua a ser agressiva para o miúdo e de por vezes quando o bebé dorme ela acorda-o com uma estalada. Eu não sei se hei-de rir se hei-de chorar. Já tentei apróximá-la e fazê-la participar nas actividades, mas ela não quer. Já ralhei, já dei palmadas, já expliquei, já ignorei mesmo com o outro a levar com os dedos dela nas bochechas ou com apertões nas pernas. Já tentei tudo. Neste momento estamos numa de castigo. Bate fica sem chupeta, resulta, ela chora fica sem chupeta por umas largas horas, mas no dia a seguir volta tudo ao mesmo. O mais pequeno chora às vezes quando a vê. Bom....resumindo. Conto a minha experiência porque reacções há-as de todos os géneros. Neste momento faço como a dra. diz e vou gerindo cada dia e cada situação conforme calha. Pode ser que passe!!

Beijinhos

Vera Miranda


Faz-me lembrar o meu sobrinho. A minha irmã tinha que por a alcofa com o bebé no meio da mesa de jantar com cadeira à volta para que ele não batesse na irmã. Ela tentou de tudo, psicologia, palavras doces, palmadinha, castigos e teve que resolver com base na chantagem: cada dia que passasse sem fazer mal à mana ganhava um autocolante. SE batesse na mana retirávamos um autocolante. Quando juntasse 5 podia trocar por uma guloseima à escolha.

Não é o método mais acertado e literalmente comprámos o sossego naquela casa, mas com o meu cunhado em missão na Bósnia, se não fosse assim, acho que a minha irmã já estaria num hospício :D

Não li isto em lado nenhum, foi mesmo uma ideia que tive e resultou

Boa sorte e muita calma nesta fase.
ImageImageImageImageImageImageImageImage
ImageImage
ImageImage
sunrise
 
Posts: 152
Joined: Wed Oct 31, 2007 10:28 am

Re: A chegada de um/a maninho/a

Postby Flora on Wed Apr 08, 2009 9:07 pm

Boa noite a todas/os

Cá estou eu novamente e com a mesma temática... Estou de 20 semanas e ainda não disse nada ao meu Gú (filho mais velho c 3 anitos), na próxima segunda-feira vou fazer a ecografia morfológica e a Ginecologista/obstetra, que me está a acompanhar, disse q era uma eco gira pro maninho ver... Teoricamente estarei de 5 meses mas ainda faltam 4 pro bebé nascer, mto tempo pra cabeça de uma criança com 3 anos... Gostaria de saber a opinião da Dra Graça, dado q é a pediatra do meu Gú e sabe q ele tem um feitio mto tímido e é mto agarrado à SUA mãe!!! Espero mais uns tempos? Começo já a falar-lhe q vem ai um maninho sem grandes insistências e deixo a eco pra outro mês? A minha barriga já se nota, mas como sou cheinha, não tenho aquelas barrigas empinadas, mas sim uma barriga larga, que não desperta muita atenção do meu pequenote...
Obrigado pela atenção
Aguardo conselhos...
Uma santa e doce Páscoa
Flora+meu Gú+pequena flor
Flora
 
Posts: 8
Joined: Sun Aug 03, 2008 8:46 am

Re: A chegada de um/a maninho/a

Postby gracabastos30344 on Thu Apr 09, 2009 9:43 am

Olá:
Talvez ele ache piada à eco, talvez consiga perceber que está lá dentro um bebé.
Se calhar até é uma ideia engraçada para introduzir o assunto na cabecita dele. Mas depois não fale nisso constantemente. Assim d vez em quando, quando sentir o bebé a dar muitos pontapés, pode-lhe propôr pôr a mão dele na sua barriga para ele sentir também. Tem que ser uma coisa feita assim com naturalidade, mas sem que seja um assunto diário de conversa, acho eu.

Bjs

Graça Bastos
gracabastos30344
Site Admin
 
Posts: 2720
Joined: Tue Aug 28, 2007 4:22 pm

Previous

Return to Ter um irmão

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron